You Can´t Win, Charlie Brown

Discos

VIDEOS

AGENDA

fOTOS

Os You Can't Win, Charlie Brown foram fundados em 2009 por Afonso Cabral, Salvador Menezes e Luís Costa, passando rapidamente a sexteto com a entrada de David Santos (Noiserv) e por fim Tomás Franco de Sousa e João Gil (Diabo na Cruz, Vitorino Voador)...

[+]

You Can´t Win, Charlie Brown

Discos

VIDEOS

AGENDA

fOTOS

Não existem eventos

FOTOS

-

You Can´t Win, Charlie Brown
disco image
You Can´t Win, Charlie Brown
Diffraction/Refraction
DP00114
20/1/2014

1 - After December
2 - Fall For You
3 - Post Summer Silence
4 - Be My World
5 - I Wanna Be Your Fog
6 - Shout
7 - Natural Habitat
8 - Heart
9 - From Her Soothing Mouth
10 - Under
11 - Won’t Be Harmed

Total playing time: 43:16

01 de set 2017

Palco do Quintalão Rua Rasquinho, 18 - 8000-416 Faro

PARIS

do album “Saudade de Você - Real Combo Lisbonense às voltas com Carmen Miranda”

Image
Festival RTP da Canção 2017
Image
Cinema São Jorge (foto: João Paulo Wadhoomall)
Image
Cinema São Jorge (foto: João Paulo Wadhoomall)
Image
"Why don't we do it in the road?" concertos na rua
You Can´t Win, Charlie Brown

Discos

VIDEOS

AGENDA

fOTOS

No início de 2010 editaram “You Can’t Win, Charlie Brown” (Optimus Discos), um EP com seis canções gravadas em casa, muito bem recebido pela crítica. Quase de imediato começam a trabalhar no que viria a ser o seu LP de estreia: “Chromatic”, editado pela Pataca Discos em Maio de 2011. O álbum - produzido e gravado por Mário Feliciano nos estúdios 15A, misturado e masterizado em Londres por Luís ‘Walter Benjamin’ Nunes - revela os YCWCB com a sua linguagem musical perfeitamente definida. A sofisticação e riqueza do vocabulário traduzem-se na diversidade sonora, que vai dos ritmos dançáveis da faixa de abertura, “Over the sun, under the water”, até à grandiosidade épica de “An ending”. Pelo meio, viajam entre o pop de “A while can be a long time” (com a participação vocal de Márcia), o registo quase tribal de “In the end we start again”, o ambiente misterioso de “Glimpse” e a energia contagiante de “I’ve been lost”.

“Chromatic” teve um assinalável êxito. Às excelentes críticas, incluindo em blogs e/ou sites internacionais, somaram-se muitos concertos e alguns festivais importantes: The Great Escape (Brighton), South by Southwest (Austin), Optimus Primavera Sound (Porto).

Na primavera de 2012 os YCWCB responderam ao desafio de Pedro Ramos (Radio Radar) para tocarem o disco ‘Velvet Undergound & Nico’ numa das sessões 'Black Balloon' na discoteca Lux. A experiência foi repetida em Guimarães durante o Primavera Club. Em Abril de 2013 os YCWCB registaram quatro das canções de ‘Velvet Undergound & Nico’ para a série Live@15A. E poucas semanas depois voltaram aos Estúdios 15A para as gravações de um segundo álbum.

[-]