Tape Junk

Discos

VIDEOS

AGENDA

fOTOS

Os Tape Junk surgiram em 2012 no seio da família Pataca: uma derivação directa e natural dos Julie & The Carjackers - banda formada em 2009 por João Correia e Bruno Pernadas e cujo primeiro album “Parasol” seria editado pela Pataca Discos. Estes suspenderam temporariamente a sua actividade, enquanto João Correia fundou os Tape Junk e Bruno Pernadas dedicou-se ao seu trabalho de estreia a solo “How Can We Be Joyful in a World Full Of Knowledge”, editado na Pataca Discos em 2014.

[+]

Tape Junk

Discos

VIDEOS

AGENDA

fOTOS

Não existem videos

Não existem eventos

FOTOS

-

Tape Junk
disco image
Tape Junk
Tape Junk
DP00115
8/4/2015

1 - Substance
2 - Bag of Bones
3 - Scratch and Bite
4 - Six String and the Booze
5 - Joyful Song
6 - Me and my Gin
7 - All my Money Ran Out
8 - The Left Side of the Bed
9 - Thumb Sucking Generation

Total playing time: 33:58

01 de set 2017

Palco do Quintalão Rua Rasquinho, 18 - 8000-416 Faro

PARIS

do album “Saudade de Você - Real Combo Lisbonense às voltas com Carmen Miranda”

Image
Festival RTP da Canção 2017
Image
Cinema São Jorge (foto: João Paulo Wadhoomall)
Image
Cinema São Jorge (foto: João Paulo Wadhoomall)
Image
"Why don't we do it in the road?" concertos na rua
Tape Junk

Discos

VIDEOS

AGENDA

fOTOS

Em 2013, os Tape Junk lançaram “The Good & The Mean” (Optimus Discos). João Correia conta com a colaboração de Nuno Lucas e António Vasconcelos Dias (a secção rítmica dos Julie & The Carjackers), Bruno Pernadas, Francisca Cortesão (Minta, They’re Heading West) e Frankie Chavez, guitarrista que acompanharia a banda em grande parte dos espectáculos que se seguiram ao lançamento do disco.

O álbum de estreia foi muito bem recebido pela crítica e pelo público. Nas palavras de Emanuel Carneiro, “The Good & The Mean” reflecte “a existência de talento e de domínio do vocabulário básico da folk e do rock” (Jornal de Notícias, 13/07/2013).

Com a experiência dos muitos concertos juntos, mais do que o projecto a solo de João Correia, os Tape Junk passaram a ser a banda de João Correia (voz e guitarras), Nuno Lucas (baixo eléctrico), António Vasconcelos Dias (bateria) e Frankie Chavez (guitarras e slide guitar).

Os Tape Junk são uma banda rock. Com um vocabulário assimilado a partir de bandas como Pavement, Giant Sand, Stooges, Rolling Stones ou Velvet Underground. Através de uma linguagem simples e, simultaneamente, intensa, João Correia escreve sobre situações do quotidiano com as quais facilmente nos identificamos: histórias comuns, situações inusitadas, episódios caricatos ou simples romances.

Os Tape Junk são uma banda de palco. Desde o lançamento do primeiro disco, a banda actuou de norte a sul do país com destaque para a abertura do festival de Paredes de Coura, Vodafone Mexefest e TMN ao Vivo (1ª parte de Young Gods), Nós Em Palco e circuito Outonalidades. Num registo mais intimista, João Correia partilhou várias vezes o palco com Francisca Cortesão (Minta & The Brook Trout), com quem toca em They're Heading West, e interpretou temas dos projectos musicais de ambos.

[-]